Estrogênio e suas funções

O que é estrogênio?

Estrogênio é o hormônio feminino que tem sua produção nos ovários e começa a ser liberado no início do primeiro ciclo menstrual. O estrogênio muda o corpo e a personalidade feminina, sendo responsável pelo aumento dos quadris, desenvolvimento das mamas e acúmulo de tecido adiposo em determinadas partes do corpo desenhando assim o corpo da mulher. Sua produção vai até a menopausa. Neste artigo você conhecerá muitos detalhes sobre o estrogênio e suas funções.

Estrogênio

O estrogênio e suas funções

O estrogênio tem diversas funções no organismo feminino, tais como:

  • Determinar a distribuição de gordura do corpo feminino.
  • Proteger células nervosas.
  • Preparar o corpo da mulher para a gestação aumentando o tecido mamário, útero e vagina.
  • Estimular o desenvolvimento mamário.
  • Desenvolvimento dos ossos.
  • Equilibrar a gordura no sangue (colesterol e HDL).

 

O estrogênio tem também uma grande influência no comportamento da mulher. A famosa TPM (Tensão Pré Menstrual) significa um aumento da produção desse hormônio alterando dessa forma o comportamento da maioria das mulheres.

A deficiência desse hormônio pode provocar:

  • Ondas de calor mais conhecidos como fogachos.
  • Ressecamento vaginal.
  • Diminuição da libido sexual.
  • Insônia, irritabilidade e depressão – os níveis de neurotransmissores (dopamina, serotonina e norodrenalina) acabam sendo alterados com a queda de produção do estrogênio.
  • Dores de cabeça.
  • Palpitações cardíacas.
  • Contribui para osteoporose, pois uma das funções desse hormônio é manter a densidade óssea.
  • Infecções de urina se tornam mais comuns.
  • Dor durante a relação sexual – a queda do hormônio deixa a mucosa que reveste a vagina mais fina, mais ressecada e menos elástica. O que pode ocasionar em lesões durante a relação sexual, causando dores, irritação e vermelhidão.
  • Seios caídos –
  • Queda e ressecamento dos cabelos- O que podemos resolver com hidratação, queratinização e nutrição.
  • Doenças cardiovasculares – a queda de produção desse hormônio afeta a distribuição da gordura corporal alterando dessa forma os níveis de HDL e LDL do nosso corpo que pode causar ataques cardíacos e derrames.
  • Linhas de expressão e rugas – Como o estrogênio auxilia na textura da nossa pele a sua queda vai facilitar a formação de linhas de expressão e rugas, por isso a importância da boa hidratação.
  • Problemas articulares – com a diminuição do estrógeno a produção do líquido lubrificante também diminui aumentando o desgaste ósseo.
  • Unhas Frágeis – como os cabelos as unhas também sofrem com a queda da produção do estrogênio, nesse caso aconselha-se a consumir alimentos que contenham biotina

Dicas de alimentação para aumento de estrogênio

Agora que você conhece a respeito do estrogênio e suas funções, vamos dissertar sobre um importante aspecto que vai te ajudar neste processo que é a alimentação. Aqui vão dicas essências para que o seu organismo aumente a produção do estrogênio ou do fitoestrógenos.

Com a diminuição de sua produção temos a opção de fazer a reposição de maneira mais saudável, procurando consumir alimentos ricos em estrogênio e deixando de lado os hormônios sintéticos.

  • Soja
  • Milho
  • Ervilha
  • Feijão
  • Grão de bico
  • Maçã
  • Aipo
  • Salsa
  • Beterraba
  • Brocolis
  • Couve flor
  • Cenoura
  • Pepino
  • Abóbora
  • Cevada
  • Aveia
  • Framboesa
  • Tomilho

 

Estes são apenas alguns dos alimentos, converse com o seu médico para maiores informações e dicas. Vamos ver agora ainda sobre alimentação, quais as melhores formas de aumentar a produção de estrogênio.

Alimente-se bem

Comer de três em três horas é uma boa opção, assim o seu metabolismo funciona perfeitamente e os seus hormônios terão os níveis aumentados. O ideal é que você se alimente de proteínas magras, muitos alimentos ricos em fibras, e com pouca gordura.

Prefira os fitoestrógenos

Alguns exemplos de fitoestrógenos são: feijão, soja, farelos, grãos, frutas e verduras. Eles compensam a falta do estrogênio no organismo. Além desta compensação, estes alimentos são extremamente importantes por ter nutrientes, vitaminas e proteínas e vão te proteger contra várias doenças bem como aumentar sua imunidade.

Beba muita água

O ideal é tomar de dois a três litros de água por dia, preferencialmente a cada três horas. Procure ter esta rotina porque a água além de limpar as impurezas do corpo, deixa os seus órgãos hidratados e ajuda na pele e você vai se sentir mais disposta para as atividades do dia a dia. Todos estes fatores aumentam a produção do estrogênio, então a água é essencial também para qualquer outra condição de saúde. Use este líquido precioso no seu dia a dia com sabedoria.

Pare de fumar

O ideal é parar de fumar uma vez que o tabagismo além do câncer de pulmão entre outras doenças, pode também causar problemas na produção do estrogênio. Como você pode ver o cigarro além de ser fatal para o organismo ele também suga os seus hormônios, sem dúvidas é um problema crônico que você precisa interromper imediatamente pelo bem da sua saúde.

Procure ajuda médica com a ginecologista

Sua médica poderá te orientar a respeito de como aumentar a produção dos estrogênios, bem como prescrever uma receita médica para que você possa tomar bons medicamentos ou até mesmo algum suplemento, além dos alimentos ricos em estrogênio.

Procure ajuda médica com a nutricionista

A nutricionista vai te ajudar a ter um maior controle sobre a sua dieta, dando dicas essências a respeito do seu café da manhã, almoço, lanche da tarde e janta. Vale a pena consultar sua médica a fim de ter conhecimento de bons cardápios para o aumento do estrogênio.

Falando em cardápios, vamos agora com mais dicas sobre sua alimentação de como deve ser sadia e bem balanceada para não apenas aumentar o estrogênio, mas de sua saúde como um todo.

Mais dicas sobre alimentação

Coma muitas frutas e verduras – Você nunca erra ao escolher as frutas e verduras. Elas são muito eficazes em todas as situações no tocante a saúde. Para você ter uma ideia comendo 100 gramas de brócolis te gera entre 94 e 604 microgramas de fitoestrógenos. Faça opção também pelo feijão verde ou abóbora ou salsa.

Consuma sementes e grãos – Outra pedida perfeita para sua saúde é o consumo de sementes e grãos, por exemplo, a linhaça e o gergelim são boas pedidas de fitoestrógenos e o gergelim contêm 8008 microgramas. Faça opção por outros grãos como arroz, trigo, aveia, cevada, etc que também ajudam no aumento o estrogênio.

Estrogênio no homem

Muito se fala a respeito da função do homem com a testosterona e que a libido está relacionada a este hormônio tão importante, mas o estrogênio é essencial para o corpo masculino também. Os pesquisadores descobriram que o estrogênio afeta a obesidade no homem, bem como a própria libido.

Barriga acentuada pode ser culpa da falta de estrogênio

Quando o homem envelhece é normal a queda da produção de hormônios, sendo assim, o acúmulo de gordura na região abdominal é um problema de causa hormonal. Além desta redução na produção, tanto o homem quanto a mulher sofrem com perda de massa muscular e óssea quando envelhecem. Então todo este conjunto de problemas se faz urgentemente necessário contrabalancear e equilibrar a testosterona e o estrogênio através de boa alimentação ou até mesmo de medicamentos.

Outro fator masculino da falta de estrogênio é a agressividade. Como você observar a falta de estrogênio e da testosterona causa problemas tanto para o homem quanto  para a mulher, sendo assim, procure sempre ajuda médica para uma avaliação através de exames de sangue e outros para verificar se o seu problema é realmente hormonal e o que precisa ser feito para reequilibrar e ter uma vida mais saudável. Desta forma tanto o homem quanto a mulher poderão curtir uma velhice mais tranquila e menos estressante.

 

Estrogênio X Gravidez

O estrogênio na gravidez

Na gestação a produção de estrogênio aumenta de forma significativa para que as transformações no corpo da mulher sejam possíveis. O aumento das glândulas mamárias, do miométrio uterino, para que o relaxamento dos ligamentos pélvicos seja possível para que dessa forma o útero seja acomodado em sua expansão.

Outra função do estrogênio na gravidez é a produção do leite ou lactogênese. Como podemos ver o estrogênio é essencial na gravidez dando toda a garantia para que o parto seja o melhor possível e o pós parto também.

Outros hormônios na gravidez

Nos três primeiros meses da gravidez ocorrem mudanças hormonais importantes no corpo da mulher e muitos sintomas são comuns como enjoos e falta de apetite. Estas alterações não causam mal a criança e nem a mãe.

Progesterona

A função da progesterona é relaxar a musculatura do útero, auxiliar no crescimento dos seios, bem como da vagina para ajudar na saída da criança.

HCG

A função do HCG é produzir progesterona e estrogênio para que o feto cresça e se desenvolva.

HPL

A função principal do HPL é a lactogênese que é o começo do processo da produção do leite materno.

 

A alimentação é essencial para as grávidas manterem estes hormônios equilibrados, então é importante uma dieta balanceada do que veremos agora.

Dieta para grávidas manter os hormônios

Ovos

Os ovos contêm mais de 12 vitaminas e minerais e muitas proteínas. Tudo isso favorece o crescimento da criança em sua saúde cerebral. Os ovos são fáceis de preparar, então faça sua escolha e até mesmo uma omelete com outros ingredientes saudáveis como verduras, por exemplo.

Sardinhas

As vitaminas das sardinhas são muitas: A,B,D,E e K além de possuir ferro, fósforo, magnésio, e Ômega 3. Prepare sua sardinha assada ou cozida e não compre enlatada. Uma das funções das sardinhas é regular o seu colesterol evitando prejuízos graves no período gestacional.

Feijão

Um dos alimentos mais completos que temos a nossa mesa é o feijão. Ele é rico em proteínas, ferro, cálcio, vitaminas, fibras, carboidratos, etc. Ele promove o controle do colesterol e a glicemia do sangue.

Pão integral

Evite pão francês e dê preferência ao integral. É rico em fibras, magnésio, potássio, fósforo, etc e auxilia no funcionamento do intestino. Outra propriedade importante do pão integral é a sensação de saciedade que ele promove.

Aveia

A mulher é mais suscetível a doenças e infecções então o consumo de aveia é essencial para aumentar o sistema imunológico. Ela também é rica em fibras e controla o colesterol. Uma colher de sopa ao dia é o ideal adicionando em frutas, iogurtes e vitaminas.

Castanha do Pará

Consuma três castanhas por dia e tenha um rico alimento para controlar sua pressão e prevenir doenças cardiovasculares. É importante consumir não apenas as castanhas, mas as nozes e amêndoas também.

Peixe

O peixe é um alimento muito rico em Ômega 3 que protege o seu organismo de forma natural contra várias doenças. É muito bom para o crescimento do bebê e para sua saúde também. O peixe é um dos alimentos mais completos que existem para todas as faixas etárias e em qualquer ocasião. Tenha em sua mesa o peixe!

Iogurte natural

Rico em proteínas para a saúde da criança e para você em relação aos dentes e ossos. O iogurte protege a flora intestinal e previne contra várias doenças.

Couve

Possui um alto teor de vitamina C, E, ferro e cálcio, betacaroteno, e há várias formas de comer a couve. Escolha a sua favorita – pode ser crua ou com sopa, ou cozinhar no vapor, e fazer parte de uma salada completa.

Patinho

Esta carne vermelha é importante para evitar anemia na gravidez, então ela possui proteínas importantes para o crescimento saudável dos bebês.

Laranja

A fruta contém muita quantidade de vitamina C e cálcio, ferro, fósforo, vitamina A e potássio. Uma grande fruta que te protege contra infecções. Tome muito suco de laranja além de consumir a fruta.

 

Como podemos ver há vários alimentos e benefícios para você que está esperando um bebê, e é um momento mágico, então é necessário ter um cuidado todo especial com sua saúde. Cuide bem dos seus hormônios e da sua alimentação e tudo vai correr bem.

1 comentário em “Estrogênio e suas funções”

Deixe um comentário